Portal de Notícias da CIADESCP


AD Rumo ao Centenário

Precisamos falar sobre o futuro

Somos uma igreja que reúne mais de 300 mil pessoas, entre membros e congregados, no estado de Santa Catarina e no sudoeste do Paraná. Somos mais de 2 mil obreiros integrados à nossa convenção. Todas essas pessoas fazem parte de um grande povo que Deus tem levantado para cumprir sua vontade. Estamos unidos porque servimos ao mesmo Deus, acreditamos na mesma Palavra e temos a mesma missão.

Promover a unidade de propósitos e de valores entre tantas pessoas é um grande desafio. Precisamos lançar mão de todos os recursos disponíveis para fazer com que cada obreiro, membro e congregado da Assembleia de Deus conheça os rumos que estamos seguindo. Todos nós somos responsáveis por fazer com que os planos de Deus para nossas cidades e para nossa igreja se concretizem.

Por isso, precisamos falar sobre nosso futuro. Precisamos ter o compromisso de preparar os caminhos para sermos a cada dia mais a igreja que Deus quer que sejamos. Precisamos olhar de forma ousada e cheia de fé para o futuro, na convicção de que o amanhã se constrói com ações concretas no presente.

Uma visão de igreja para nosso Centenário 

“O homem nobre faz planos nobres, e graças aos seus feitos nobres permanece firme” (Is 32.8, NVI). Com as palavras do profeta Isaías, aprendemos que a qualidade do caráter de uma pessoa está impressa nos planos que ela faz. Como a impressão digital que se fixa após o toque da mão numa vidraça, o estado de nosso coração revela-se nos planos que fazemos e nos valores que cultivamos. 

Que expectativas estamos cultivando para os próximos anos de nossa igreja? Na tentativa de responder a essa pergunta, vislumbramos a comemoração de nosso Centenário, a realizar-se em 2031, como uma referência cronológica para nossas metas. Será uma oportunidade maravilhosa de celebrarmos cem anos de história com um grande avanço evangelístico que resulte num crescimento vertiginoso.

Metas para a igreja do Centenário 

Sintetizamos as marcas que a igreja deve ter, de acordo com a Bíblia, em quatro grandes metas, que devem compor nossa visão para o Centenário. Sem dúvida, nossos pastores e obreiros já são homens comprometidos em liderar a igreja para atingir esses alvos. Entretanto, de agora em diante seguiremos em unidade e de maneira ainda mais intencional na direção desses grandes alvos. 

Assumiremos o compromisso de ser uma igreja ainda mais missional. Trabalharemos nos próximos anos para fazer com que a missão não seja apenas um dos programas da igreja, e sim a prioridade em tudo que ela fizer, sua marca distintiva em todos os aspectos. Viveremos ainda mais como embaixadores de Cristo que manifestam a justiça, a paz e a alegria no Espírito Santo como marcas indeléveis de seu Reino. 

Ser uma igreja ainda mais unida é outra grande meta para o Centenário. A união é fundamental para quem leva a sério o estilo de vida proposto por Jesus. Nosso Mestre não andou solitário por esta terra nem desenvolveu seu ministério sozinho. Ele contou com a presença de discípulos, aos quais ensinou e com os quais comungou. Portanto, abraçaremos a unidade como um grande ideal, que se tornará uma realidade ainda mais patente em nossa igreja. 

Almejamos ser uma igreja ainda mais avivada. Herdamos esse anseio de nossos pioneiros, razão pela qual essa é também uma de nossas quatro grandes metas. Nosso coração clama por céus abertos sobre nossos cultos e por sinais da presença ativa do Espírito Santo em nós. Oraremos, jejuaremos e abraçaremos a Palavra de Deus como caminhos que nos levarão a encontros ainda mais intensos com o Pai celeste. 

Nosso potencial para impactar as cidades é o motor que nos impulsiona a ser uma igreja ainda mais relevante e nossa quarta meta para o Centenário. Seremos ainda mais um agente de transformação na vida das pessoas, capaz de proporcionar mudanças concretas aonde quer que estejamos. Estaremos em cada uma das esferas de influência da sociedade temperando e iluminando a história.

Nossos valores

Se as metas são o destino, então nossos valores são as placas que nos guiam e determinam como proceder enquanto viajamos. É por isso que, além de nossas quatro grandes metas, entendemos a necessidade de adotar quatro valores basilares em nosso estilo de liderança e em nossa maneira de ser igreja. 

Como primeiro e mais importante valor, buscaremos em oração, em jejum e na leitura da Palavra de Deus a direção do Espírito Santo. Queremos ter a certeza de estar sempre no centro da vontade de Deus. O segundo valor que cultivaremos é a excelência como padrão. Queremos fazer o melhor para Deus. Queremos honrá-lo e manifestar nossa devoção por meio da dedicação e do empenho. A fé nos impulsiona a cultivar também como um desses valores a definição de metas desafiadoras. Não podemos nos contentar com menos do que o que Deus tem para nós. As promessas de Jesus para a igreja devem estar vivas em nossa mente enquanto lideramos, exercemos nossa profissão, desenvolvemos nossos relacionamentos e, principalmente, quando pensamos em nosso futuro. Por isso, trabalharemos com lucidez, mas também com muita fé e ousadia. O quarto valor que cultivaremos é a disposição de servir. O exemplo deixado pelo nosso Salvador não nos deixa alternativa senão tomarmos nossas ferramentas de trabalho e humildemente nos oferecermos como servos de sua obra.

Uma convicção

Estou convencido de que estamos no caminho certo. A despeito dos grandes desafios que ainda enfrentaremos, sinto pulsar em mim uma grande expectativa sobre o que ainda veremos Deus fazer em nossa igreja e por meio dela. Deus nos concedeu a oportunidade de fazermos história em nossa geração. Estou resolvido a não abrir mão daquilo que Deus me chamou para fazer e sei que essa é a também é a resolução de cada um de meus companheiros convencionais.
Em Cristo, aquEle que nos une.

PASTOR NILTON DOS SANTOS
Presidente da CIADESCP

side-banner

ÚLTIMAS POSTAGENS